Operação Expurgo desarticula quadrilha em esquemas licitatórios em Teixeira, Prado, Medeiros Neto Santa Cruz de Cabrália, Porto Seguro, Mucuri, Itapebi, Belmonte, Vila Velha e São Mateus


17/08/2023 21h52 | Por: Redação/teixeiraurgente

A Operação Expurgo, deflagrada pela Polícia Federal, nesta quinta-feira, 18 de agosto, é uma ação que visa desarticular um grupo criminoso especializado em fraudar certos licitatórios, principalmente na área da saúde. A operação está ocorrendo nos Estados da Bahia e Espírito Santo, abrangendo cidades como Teixeira de Freitas, Prado, Medeiros Neto, Santa Cruz de Cabrália, Porto Seguro, Mucuri, Itapebi, Belmonte, Vila Velha e São Mateus.

Ao longo de cerca de um ano de investigação, a Polícia Federal identificou a atuação de dois grupos empresariais que utilizavam empresas fictícias para manipular a concorrência e comprometer a integridade dos processos licitatórios. Estima-se que os prejuízos ao erário público o momento chegam a aproximadamente R$ 5 milhões. No entanto, esses grupos movimentaram cerca de R$ 92 milhões em suas contas bancárias, o que requer análises posteriores para compreender melhor a extensão do desvio de recursos.

A investigação prévia também permitiu identificar as pessoas jurídicas protegidas utilizadas para corromper servidores públicos e ocultar o patrimônio. Além disso, foram identificados os servidores públicos que se beneficiaram das práticas ilegais.

Entre os suspeitos, foram citados nomes como Hitler Luan Moreira de Oliveira, Florisvaldo Vieira Lopes, Aliende Araújo Cirino, Tatiana Silva Aguiar, Deivid dos Santos Santana, Maria Anezia Pereira dos Santos, Joyce Carinne Melo dos Santos, Dayse Monteiro Salustiano, Robson Cesar de Aquino, Sidinei Teixeira de Sousa, Wender Santos Alves, Mouzer da Motta Lopes de Oliveira, Rosvel Silva Cruz e Max Almeida dos Santos.

A investigação também resultou na quebra de sigilo telefônico do empresário Antônio Raimundo Medeiros Andrade da RM Comercial, assim como a quebra dos sigilos das contas bancárias de outros indivíduos envolvidos com a JL Candeia.

Com os materiais apreendidos durante a operação, a Polícia Federal pretende aprofundar a investigação, compreendendo melhor a extensão dos danos ao patrimônio público e possivelmente expandindo a análise para outros envolvidos. A intenção é também rastrear o destino do dinheiro.


Veja também

2º Nivelamento Interfederativo para Guarda Municipais
SSP promove 2º Nivelamento Interfederativo para Guarda Municipais
Governo do Estado autoriza compra de Veículos Blindados Táticos para Polícias Militar e Civil
Governo do Estado autoriza compra de Veículos Blindados Táticos para Polícias Militar e Civil