Policiais Civis da cidade de Itamaraju cumpriram mandado de prisão preventiva conta Matheus e Thiago acusado de homicídio


10/01/2023 00h43 | Por: Redação/teixeiraurgente

A polícia civil de Itamaraju cumpriu na manhã desta segunda-feira, 9 de janeiro um mandado de prisão preventiva em desfavor dos irmãos Matheus de Souza dos Santos, vulgo “Mamute” e Thiago de Souza dos Santos, vulgo “Thiago Galego”.

Os mandados tratam-se do latrocínio de Mario Santana dos Santos, vulgo “Mario da Pimenta”, que ocorrido no dia 5 de setembro, de 2019 em frente ao estabelecimento Agroteresensse no centro da cidade de Itamaraju. Mario trabalhava com compra e venda de pimenta e era muito conhecido na região.

De acordo as investigações, Mario da Pimenta encontrava-se saindo de frente ao estabelecimento em seu veículo Fiat Strada, onde estava estacionado, quando os dois suspeitos chegaram em uma motocicleta pararam ao lado, momento em que o carona desceu e foi até a porta do motorista com uma arma de fogo efetuando disparos que levaram a vítima a óbito.

Testemunhas confirmaram que visualizaram o autor dos disparos tentarem retirar uma bolsa das mãos da vítima e esta se recusava a entregar. Posteriormente, verificou-se que Mario estava na posse de um determinado valor em espécie, fato que demonstra tratar-se de latrocínio consumado.

Por meio de câmeras de segurança, o setor de investigação logrou êxito em identificar um terceiro indivíduo que participou da ação, tendo acompanhado Mario e informando aos demais autores.

Ainda segundo a Polícia que foi identificado cinco envolvidos na ação criminosa, que tirou a vida de Mario da Pimenta, e que “Mamute” teria realizado a campana e, tão logo avistou a vítima saindo do local onde estava, realizou ligação para L. J, vulgo “Vovô”, o qual foi morto em confronto com a polícia em 2019.

 “Vovô” segundo a Polícia conduziu a motocicleta em que “Thiago Galego” se encontrava no carona e efetuou os disparos que levou Mario a óbito.

As investigações apontam que o mandante do crime dói P.V.O.G., vulgo “Menor Vitor”, o qual se encontrava preso no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas na data do homicídio e manteve contato via telefônico com os demais envolvidos determinando a ação. “Menor Vitor” atualmente se encontra preso no Estado do Rio de Janeiro.

Os presos serão encaminhados ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas onde ficarão à disposição da justiça.

Os envolvidos serão indiciados por latrocínio consumado, haja vista que as investigações apontam que o objetivo era subtrair o dinheiro em espécie que estava na posse da vítima. O inquérito será remetido à justiça tão logo seja concluído.


Veja também

2º Nivelamento Interfederativo para Guarda Municipais
SSP promove 2º Nivelamento Interfederativo para Guarda Municipais
Governo do Estado autoriza compra de Veículos Blindados Táticos para Polícias Militar e Civil
Governo do Estado autoriza compra de Veículos Blindados Táticos para Polícias Militar e Civil