REFIS 2023: concessão de desconto para regularização de débitos com o município vai até o dia 30 de abril; saiba mais


07/03/2023 12h03 | Por: Redação/ascom PMTF

Entre os dias 01 de março e 30 de abril, os débitos tributários gerados até 31 de dezembro de 2022, seja por pessoas físicas ou jurídicas, poderão ser pagos à vista ou parceladamente, com o benefício de anistia de juros e multa, na forma dos descontos de 100% (para pagamentos à vista), ou 90% (para pagamentos parcelados em até 10 vezes).

Para ter direito ao benefício, é necessário que o contribuinte, pessoa física ou jurídica, deve estar em dia com seus tributos referente ao Exercício 2023, sendo que em relação ao IPTU, com a quitação integral, mesmo que o imposto tenha prazo de vencimento a vencer em 2023.

Os débitos ainda não constituídos deverão ser confessados de forma irretratável e irrevogável, por meio de Termo de Adesão e de Confissão de Dívida, acompanhado do respectivo Pedido de Parcelamento. Estão excluídos deste procedimento os débitos sobre o imposto sobre a Transmissão Inter Vivos de Bens Imóveis (ITBI).

O vencimento da primeira parcela ocorrerá em até cinco dias da formalização do pedido,
e as demais em até trinta dias do pagamento da primeira parcela, por opção do contribuinte. Os benefícios ao contribuinte serão automaticamente cancelados diante da
ocorrência de uma das seguintes hipóteses:

I – A falta de pagamento de três parcelas consecutivas ou alternadas.
II – Atraso com o pagamento de qualquer parcela há mais de 90 (noventa) dias.
III – A constatação, pela Secretaria Municipal de Finanças ou pela Procuradoria Geral do Município, de qualquer ato tendente ao esvaziamento patrimonial do sujeito passivo como forma de fraudar o cumprimento do parcelamento.
IV – Declaração de falência ou extinção pela liquidação da pessoa jurídica;
V – Cisão da pessoa jurídica, exceto se a sociedade nova, oriunda da cisão ou aquela que incorporar a parte do patrimônio, assumir solidariamente com as obrigações ajustadas com o Município.

O parcelamento, uma vez cancelado, implicará na inscrição do saldo remanescente em Dívida Ativa, se o crédito não estiver inscrito, com acréscimos de todos os encargos antes excluídos, mais a cláusula penal de 20%; sua consequente execução ou o prosseguimento desta, caso o contribuinte já se encontre ajuizado.

Após o fim do prazo de adesão aos benefícios (anistia e desconto) então concedidos, todos os demais débitos inscritos na Dívida Ativa deste Município que não tenham sido objeto de parcelamento serão enviados para o apontamento junto ao Cartório de Protesto de Títulos da Comarca de Teixeira de Freitas, e/ou para a cobrança judicial por meio da Execução Fiscal pela Procuradoria Geral do Município.


Veja também

2º Nivelamento Interfederativo para Guarda Municipais
SSP promove 2º Nivelamento Interfederativo para Guarda Municipais
Governo do Estado autoriza compra de Veículos Blindados Táticos para Polícias Militar e Civil
Governo do Estado autoriza compra de Veículos Blindados Táticos para Polícias Militar e Civil