Vigilância Epidemiológica alerta sobre risco de entrada de nova subvariante da Covid-19 em Teixeira de Freitas


12/11/2022 17h54 | Por: Redação/ascom PMTF

Desde o dia 31 de outubro, Teixeira de Freitas estava sem notificações de casos da doença e internações. Entretanto, a notificação de 2 novos casos nos dias 9 e 10 deste mês chamam a atenção da Vigilância Epidemiológica sobre a circulação da nova linhagem do coronavírus no município.

A sublinhagem ainda não foi rastreada  em Teixeira de Freitas, mas já houve notificação de casos da subvariante em São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Amazonas e Espírito Santo onde, o último é fronteiriço regional.

Por não haver evidências científicas sobre suas características clínicas, transmissibilidade e gravidade – além do impacto em relação ao uso de vacinas e testes diagnósticos  –, a Vigilância Epidemiológica  reforça a necessidade de observação e testagem de pessoas com sintomas respiratórios, recomendando também a busca dos serviços de saúde para avaliação da necessidade de testagem em tempo oportuno e, caso resultado positivo para COVID-19, sejam inseridos nas linhas de cuidado e reorientados em relação às medidas de disseminação da doença.

Mesmo que Teixeira de Freitas esteja em patamar de estabilidade de casos, internações e óbitos, há a constante preocupação de reemergência da COVID-19, especialmente após a flexibilização das medidas de prevenção como o uso de máscaras e higienização das mãos. É necessária que haja maior atenção à proximidade de eventos que facilitem a circulação do vírus, como as aglomerações para jogos da Copa Mundial de Futebol e festas de fim de ano, que também podem potencializar a transmissão do vírus e o surgimento de uma nova onda da doença na cidade.

As queixas e sintomas são semelhantes aos das outras variantes do SARS-CoV-2, tais como: coriza, febre, dor de garganta, dor no corpo, alterações de paladar e olfato, e sintomas mais leves em pessoas já vacinadas com pelo menos duas doses. Entretanto, há o risco de maior uso dos serviços de saúde, bem como internações hospitalares e em terapia intensiva em decorrência da COVID-19 se medidas contentoras não sejam adotadas precocemente.

A Vigilância Epidemiológica recomenda medidas que sejam efetivas para evitar e minimizar os possíveis impactos de uma nova onda, adotando as medidas abaixo:

1. Pessoas ainda não vacinadas contra a COVID-19, ou com esquema vacinal completo, devem buscar as Unidades Saúde da Família para se vacinarem;

2. Manter as orientações de higienização das mãos e etiqueta da tosse;

3. Manter Isolamento domiciliar de pessoas com sintomas respiratórios diagnosticados com COVID-19 ou em suspeita até confirmação;

4. Usar máscara na presença de pessoas sintomáticas respiratórias e/ou

diagnosticadas com COVID-19;

5. Uso de máscara por pessoas sintomáticas respiratórias e/ou diagnosticadas

com COVID-19;                       

6. Caso seja realizado o autoteste para COVID-19 com resultado positivo, a

pessoa precisa buscar a Unidade Saúde da Família mais próxima de sua

residência;

7. Evitar circular na cidade com sintomas respiratórios, especialmente se estiver com resultado positivo para COVID-19.

A pessoa com COVID-19 deve ter cuidados adicionais como:

1. Usar máscara bem ajustada ao rosto, preferencialmente cirúrgica ou PFF2/N95, em casa ou em público;

2. Evitar contato com pessoas imunocomprometidas ou que apresentem fatores de risco para agravamento da covid-19, como também locais com aglomerações de pessoas, como transporte público ou onde não seja possível manter o distanciamento físico;

3. Evitar frequentar locais onde não possa ser usada a máscara durante todo o

tempo, como restaurantes e bares;

4. Evitar comer próximo a outras pessoas tanto em casa como no trabalho;

5. Evitar viajar durante o período.

A vacinação contra COVID-19, o distanciamento social, a higiene das mãos, o uso de máscaras e etiqueta da tosse são estratégias fundamentais neste momento.


Veja também

2º Nivelamento Interfederativo para Guarda Municipais
SSP promove 2º Nivelamento Interfederativo para Guarda Municipais
Governo do Estado autoriza compra de Veículos Blindados Táticos para Polícias Militar e Civil
Governo do Estado autoriza compra de Veículos Blindados Táticos para Polícias Militar e Civil